domingo, 18 de junho de 2017

sábado, 17 de junho de 2017

Bolsonaro alerta sobre os assuntos intocáveis na política e grande mídia



Bolsonaro elencou em sua página no facebook uma relação de assuntos ocultados pela grande mídia e maioria esmagadora dos políticos brasileiros. 

A postagem foi intitulada pelo deputado que aterroriza a esquerdalha formada por socialistas fabianos e socialistas marxistas com o título: "O dedinho de FHC", segue a integra da postagem.

"Por ocasião das eleições de 2014 NENHUM CANDIDATO, de qualquer partido, falou sobre:

1- Revogação do Estatuto de Desarmamento;

2- As criminosas demarcações de terras indígenas; 

3- Mapa metalogenético e estas áreas; O valor estratégico do NIÓBIO;


4- Porque o acordo com a Ucrânia em detrimento dos EUA, para uso da Base de Alcântara; 

5- Importação de bananas do Equador;

6- Comércio exterior com base na ideologia;

7- A descontrolada entrada de milhares de estrangeiros, sem qualquer qualificação, no Brasil;

8- O envio de R$ 1 bi/ano, via "Programa Mais Médicos" para Cuba onde se supõem certo retorno para o partido que patrocinou o negócio secreto; 

9- O Foro de São Paulo, certamente também bancado com recursos "estornados" de Cuba;

10- A ideologia de gênero e o marxismo nas escolas do ensino fundamental;

11- A redução da maioridade penal;

12- A verdade sobre uma das maiores taxas de desemprego do mundo, a do Brasil;

13- A Emenda Constitucional 81 - que leva a insegurança ao proprietários rurais e urbanos;

14- As cotas do ódio em detrimento da meritocracia / a divisão do Brasil por classes; 


Entendam, em 2018 eu duvido que os candidatos hoje postos do PT, PSDB e REDE, discutam com isenção qualquer um destes temas.

Atacam-me de todas as formas: "racista", "homofóbico", "torturador", "as mulheres têm que ganhar menos porque engravidam", "estuprador", "nazista", etc ..... Imaginem caso eu seja candidato em 2018 o que mais não virá? E ainda tem gente me desqualificando dizendo que fiz montagem com "O DEDINHO DE FHC" na postagem anterior. 

Sofrer, lutar, ir para as ruas e, em 2019, trocar 6 por 1/2 dúzia é ... PORRE. Um abraço - Jair Bolsonaro"

Fonte: Facebook Jair Bolsonaro  


Saiba mais: 

Quer Dória? Acha ele o cara? Então esteja preparado para a continuidade do comunismo



Diante de tantos crimes o PSDB deveria ter seu registro político cassado 


Conhecimento imprescindível: teoria das tesouras, globalismo e socialismo fabiano 



O Ministro da Defesa Raul Jungmann é o Foro de São Paulo e a UNASUL dentro das Forças Armadas do Brasil através da ESUDE




Quem é o Ministro da Defesa Raul Jungmann? 





Jungmann é o Foro de São Paulo nas Forças Armadas do Brasil via ESUDE, Escola de Defesa Sul Americana, um organismo da Unasul.

BBC Brasil: Ex-ministro de FHC, Raul Jungmann foi indicado pelo PPS. 

"Em maio de 1996, Jungmann foi convocado pelo presidente Fernando Henrique Cardoso para assumir o Ministério Extraordinário de Política Fundiária e lidar com a questão da reforma agrária no país. Ele foi investigado por fraude em licitação, peculato e corrupção em contratos de publicidade entre 1998 e 2001, período em que era ministro. Os contratos somavam R$ 33 milhões.Em 2011, a Justiça Federal arquivou o inquérito contra Jungmann porque não teria mais como aplicar a pena se o caso fosse a julgamento. A decisão foi tomada a pedido do Ministério Público porque um dos crimes tinha prescrevido e os outros prescreveriam em breve.

Entre 2003 a 2010, Jungmann foi deputado federal por dois mandatos consecutivos, voltando à Câmara em 2015.O parlamentar teve seu nome defendido para a pasta pelo Sindicato das Indústrias de Materiais de Defesa (Simde) através de carta endereçada a Michel Temer. Contudo, uma parte dos militares diz ter se sentido desprestigiada no processo de indicação do novo ministro.

O passado de militância de Jungmann no PCB (Partido Comunista Brasileiro) não é visto com simpatia. As Forças Armadas queriam um militar para a pasta, mas esperam que Jungmann tenha habilidade para dialogar, como fez o ex-ministro Aldo Rebelo, que era do PCdoB."Esperávamos um estadista, alguém que entendesse a importância da Defesa", disse o vice-almirante Paulo Frederico Dobbin, presidente do Clube Naval do Rio de Janeiro, à BBC Brasil."  BBC Brasil


Revista Sociedade Militar: Bolsonaro. Relação tensa com Jungmann? “Ministros da DEFESA de visão marxista”. 


"Raul Jungmann criticou duramente Jair Bolsonaro,  acusando-o de cometer crime por ocasião da polêmica em torno da discussão com a deputada Maria do Rosário.

Jungmann na época disse que Bolsonaro defenderia um estado de exceção, se aproveita de liberdades para fazer discurso de ódio e que teria cometido um crime ao “agredir” Maria do Rosário.

Não se ouviu falar de qualquer reação de Jair Bolsonaro no que diz respeito às acusações de Raul Jungmann. Contudo, essa semana, depois de divulgado pela Câmara Notícias, cresceu bastante na mídia a discussão sobre a exigência de BOLSONARO no que diz respeito a um Ministro da defesa de DENTRO das Forças Armadas.

A proposta, PEC-191/2016, está estacionada na câmara desde que foi protocolada, sem nenhuma evolução. No texto Jair Bolsonaro alega que seguidamente temos visto Ministros da Defesa de ideologia MARXISTA, comprometidos com a “aventura bolivariana”.

“Pela relevância temática ora tratada, este parlamento tem a missão essencial de evitar que nossa República seja enveredada em uma “aventura bolivariana”, em parte proporcionada pela escolha e nomeação de Ministros de Estado da Defesa de visão unicamente marxista, que venham a mitigar a autonomia das Forças Armadas, em notório apoio ao projeto ditatorial de poder da esquerda que ora governa nosso país.

Portanto, a medida que se impõe é que tal pasta seja comandada por profissionais de carreira, imbuídos de sua missão institucional e sabedores da nobre incumbência constitucional das Forças Armadas, sob pena de “aventureiros políticos”, com visões ideológicas em detrimento de visão de Estado, desvirtuarem a destinação da Marinha, Exército e Aeronáutica” Revista Sociedade Militar  



Blog do Aluízio Amorim: Unasul, a entidade máxima do Foro De São Paulo, envolverá militares em 'escola de defesa' e também coordenará processos eleitorais na América do sul 


Blog do Aluízio Amorim: Aprovado na câmara projeto que autoriza executivo a decidir sem ouvir o congresso sobre trânsito e permanência de forças estrangeiras no Brasil



NOSSA SOBERANIA SOBRE FORTE AMEAÇA


O Cerco de destruição da soberania brasileira vai se consolidando. Estamos diante do seguinte panorama:

As Forças Armadas dentro da Unasul através da Esude (Escola de Defesa Sul Americana). 

O avanço da criação da cidadania Latino Americana com a aprovação da Lei de Migração Sancionada por Temer.

O Parlatino (Parlamento Latino Americano) sendo conduzido por Renan Calheiros.  

A CCJ aprovando a PEC que permite o voto de estrangeiros. 

Se não reagirmos a altura contra o estamento burocrático liderado pelo PT, PMDB e PSDB perderemos nossa história, nossa cultura cristã, nossa soberania, nossas propriedades e nosso país. A classe política em peso está disposta a entregar o Brasil para os três grupos que disputam o controle planetário, a saber: o mundo islâmico, os eurasianos e os globalistas. 

Michel, Fora da Matrix 1




Saiba mais:   

Exigimos que a lei seja cumprida, está em curso um novo golpe contra o Brasil



FFAA na ESUDE nossa soberania em risco 


Houve uma época no Brasil em que as FFAA não eram subordinada a políticos e organismos comunistas 


Temer sancionou a Lei de Migração do PSDB. Agora prepare-se para morrer ou lute para derrubar a nova lei de migração